Outubro Rosa: a importância do RH para a conscientização

No momento você está vendo Outubro Rosa: a importância do RH para a conscientização

O décimo mês do ano é marcado por um dos movimentos mais relevantes da área da saúde: o Outubro Rosa, campanha de prevenção ao câncer de mama – doença que, somente no Brasil, atinge mais de 60 mil mulheres todos os anos.

Para endossar essa causa tão necessária e reforçar a importância do diagnóstico precoce na luta contra o tumor, é fundamental contar com o envolvimento de toda a sociedade. E é aí que entra, então, o papel das organizações nessa história.

Embora haja muito espaço para avanço, a participação feminina nas empresas cresceu significativamente nos últimos anos. Criar ações voltadas focadas na saúde e bem-estar delas é, portanto, uma forma de zelar por essa força de trabalho tão importante.

Quer saber quais ações são essas e de que forma elas conversam com o Outubro Rosa? Então continue lendo o artigo!

O que é o Outubro Rosa e a sua relevância

O Outubro Rosa é uma campanha que acontece todos os anos, a nível mundial, para alertar a população sobre um dos tipos de câncer que, infelizmente, mais afeta e mata mulheres na atualidade: o de mama.

Um dos pontos chaves da iniciativa, que é encabeçada principalmente por instituições e órgãos de saúde, é alertar para o diagnóstico precoce e prevenir as mortes que podem ser causadas pela doença.

Na prática, o Outubro Rosa reforça a importância de seguir as orientações recomendadas pelos médicos, como:

  • Estar em dia com o check-up ginecológico;
  • A partir dos 50 anos, realizar a mamografia de rastreamento bianualmente;
  • Realizar o autoexame mensalmente, preferencialmente sete dias após o início da menstruação;
  • Buscar ajuda especializada ao notar qual sintoma sugestivo da doença (falaremos mais sobre eles a seguir).

Câncer de mama: causas, sintomas e diagnóstico precoce

Já que estamos falando sobre o Outubro Rosa, não poderíamos deixar de abrir um parêntese para trazer mais informações sobre a doença por trás da campanha. Então vamos lá.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é causado pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Essa multiplicação, por sua vez, pode ser favorecida por diferentes fatores, como:

  • Obesidade e sobrepeso;
  • Inatividade física;
  • Tabagismo;
  • Exposição frequente a radiações ionizantes para tratamento;
  • Uso prolongado de contraceptivos hormonais;
  • Histórico familiar de câncer de mama e ovário;
  • Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2;
  • Ter mais de 50 anos (cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após essa idade).

Além de controlar os fatores que são evitáveis, como sobrepeso, sedentarismo e tabagismo, outras medidas importantes na prevenção da doença são estar em dia com os exames de rotina e se atentar aos sinais que podem indicá-la, como:

  • Nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Alterações no bico do peito, como mamilo invertido;
  • Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço;
  • Saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos.

Uma vez identificados, esses sintomas devem ser investigados por um médico com urgência.  Afinal, quanto antes o tumor da mama  for identificado, mais eficiente e menos agressivo será o tratamento.

Vale reforçar, ainda, que a ausência de sintomas não é motivo para não realizar os exames de rastreamento no prazo indicado – que, como já dissemos, é a cada dois anos para mulheres 50+.

Essa é uma orientação importante pelo seguinte motivo: o câncer costuma ser uma doença silenciosa. Isso significa que, nos estágios iniciais, ele geralmente não apresenta sintomas.

Outubro Rosa e RH: uma parceria de sucesso

Agora sim, chegou o momento de falarmos sobre o papel das empresas – e, em especial, da área de Recursos Humanos – na conscientização sobre o câncer de mama.

Uma das missões do RH é valorizar a saúde e o bem-estar de todos os colaboradores. Sendo assim, as ações em prol do Outubro Rosa não podem ser deixadas de lado no planejamento do setor.

As iniciativas que visam informar sobre o câncer de mama na empresa contribuem diretamente para que mais vidas sejam salvas, além de fazer com que os colaboradores se sintam verdadeiramente amparados e valorizados pela organização.

Em geral, ações como essa, que são voltadas para a saúde dos funcionários, costumam ter um impacto direto no desempenho e engajamento dos times, assim como na redução do absenteísmo e no fortalecimento do Employer Branding.

Veja também: Employer Branding: entendendo a estratégia | Caio Infante

Como o RH pode aderir ao Outubro Rosa?

Existem muitas estratégias que podem ser usadas pela empresa a fim de apoiar o Outubro Rosa. Na sequência, falaremos sobre algumas delas, mas antes disso queremos deixar um lembrete:

Ao contrário do que muitos pensam, as informações sobre o câncer de mama não são relevantes apenas para as colaboradoras mulheres. Afinal, a doença também afeta o público masculino (apesar de isso acontecer em uma escala bem menor).

Além disso, boa parte dos colaboradores homens têm familiares mulheres e até mesmo amigas que podem se beneficiar dessas informações. Sendo assim, as iniciativas em prol do Outubro Rosa devem ser destinadas a todos da empresa.

Dito isso, vamos às dicas de ações:

  1. Invista em referências visuais

Pode parecer bobagem, mas decorar a empresa com elementos que remetam ao Outubro Rosa pode sim ajudar no fortalecimento da campanha. Afinal, elas são um lembrete constante sobre o assunto.

Isso inclui desde colocar balões e cartazes em pontos estratégicos até distribuir camisetas feitas especialmente para a data ou, então, convidar os colaboradores a vestirem rosa em um dia específico da semana. 

  1. Promova palestras e bate-papo

Como dissemos acima, os elementos visuais possuem um papel importante. Mas eles precisam vir acompanhados de ações que realmente cumpram com o objetivo principal do Outubro Rosa: informar.

Sendo assim, promover palestras de profissionais da área da saúde e até mesmo bate-papo com pacientes que venceram o câncer de mama também são estratégias super bem-vindas. 

Além de conscientizar e contribuir com o esclarecimento de dúvidas sobre a doença, elas ajudam a sensibilizar as equipes em torno da causa.

  1. Mobilize o apoio a instituições que combatem o câncer de mama

Outra forma de aderir ao Outubro Rosa é convidando os colaboradores a se engajarem ativamente nessa luta. A empresa pode, por exemplo, escolher uma organização específica e iniciar uma campanha interna de doação – seja de tempo ou de dinheiro.

É possível, ainda, incentivar o corte e doação de cabelo para ONGs que atuam especificamente na fabricação de perucas para mulheres que enfrentam esse e outros tipos de câncer.

  1. Disponibilize informação em diferentes plataformas

Além das palestras e bate-papos, é válido disponibilizar informações sobre o câncer de mama de outras formas. Isso inclui desde a distribuição de folhetos e e-mail, até postagem e lives nas redes sociais. 

Essa pluralidade ajudará com que todos os colaboradores da empresa sejam de fato atingidos – e até mesmo aqueles que não fazem parte dela, mas que acompanham a marca nas plataformas digitais.  


Esperamos que as dicas apresentadas acima contribuam com a conscientização do Outubro Rosa na sua organização. 

Caso tenha alguma outra ideia, compartilhe-a com a gente nos comentários para que juntos possamos fortalecer ainda mais essa causa! 

Para continuar por dentro das principais tendências do RH, inscreva-se em nossa newsletter!

Deixe um comentário