Futuro do trabalho: o que são equipes assíncronas e como fazer esse modelo dar certo na sua empresa?

No momento você está vendo Futuro do trabalho: o que são equipes assíncronas e como fazer esse modelo dar certo na sua empresa?

Nos últimos anos, o mercado de trabalho passou por inúmeras transformações, sendo a adoção massiva do trabalho remoto e híbrido uma das mais relevantes. Como consequência deste movimento, outra tendência ganhou força: a formação de equipes assíncronas.

Se você ainda não ouviu falar sobre esse conceito ou até já entrou em contato com ele alguma vez, mas não o entendeu por completo, chegou a hora de mudar esse jogo. Afinal, muitos especialistas já deixaram claro que o futuro do trabalho é assíncrono. 

Ficou curioso (a) para saber mais sobre esse modelo e entender como aplicá-lo com sucesso na sua empresa? Então siga com a leitura!

O que é o trabalho assíncrono?

Para explicarmos o conceito de trabalho assíncrono, precisamos voltar um pouco no tempo por um minuto e, antes de qualquer coisa, falarmos sobre o seu oposto: o trabalho síncrono.

Já muito difundido no mercado, o trabalho síncrono é pautado na ideia de que todas as pessoas de um time precisam trabalhar ao mesmo tempo.

Esse formato ficou especialmente conhecido com a Revolução Industrial, no contexto das linhas de montagem, e passou a ser replicado em empresas de todos os portes e segmentos ao longo dos últimos anos.

Porém, com a consolidação do trabalho híbrido e remoto se intensificando a partir da pandemia, muitas organizações perceberam que a adoção de um modelo mais flexível seria possível e até mesmo ideal. E é aí que o trabalho assíncrono entrou em cena.

Neste novo modelo, há o entendimento de que os colaboradores não precisam estar no mesmo local e na mesma hora para realizar as suas atividades.

E já que as tarefas não precisam acontecer necessariamente em tempo real, os profissionais ganham mais liberdade para decidir onde e quando eles cumprirão com as suas demandas.

Podemos, então, resumir da seguinte forma:

  • O trabalho síncrono é aquele realizado ao mesmo tempo, ou seja, todos os membros do time devem cumprir suas atividades dentro de um mesmo horário;

  • O trabalho assíncrono, por sua vez, não é realizado ao mesmo tempo. É possível, então, ter colaboradores de uma mesma equipe trabalhando em diferentes horários, de acordo com o que se encaixa melhor em suas rotinas.

Por que as equipes assíncronas são vantajosas para os negócios?

Agora que você já sabe o que é trabalho assíncrono, queremos lhe mostrar por que esse é um conceito que se destaca quando falamos sobre o futuro do trabalho e, principalmente, por que ele merece a sua atenção.

Em primeiro lugar, o trabalho assíncrono pode aumentar a produtividade das equipes, na medida em que permite que cada membro do time trabalhe no seu horário de melhor performance.

Afinal, temos preferências e necessidades muito diferentes. Enquanto, por exemplo, há pessoas que se sentem mais produtivas no período da manhã, há aqueles que conseguem se concentrar melhor durante a noite.

Mas não para por aí…

Ao eliminar a necessidade de que toda a equipe trabalhe em um horário específico e no mesmo local, as empresas ainda aumentam o range de talentos no momento de realizar novas contratações

É possível romper com as barreiras geográficas e abordar candidatos de todo o mundo, o que também tende a melhorar a qualidade das aquisições.

Não podemos deixar de mencionar, ainda, que o trabalho assíncrono anda de mãos dadas com o que muitas pessoas vêm buscando. 

Para se ter uma ideia, uma pesquisa recente mostrou que a pandemia levou 78% dos profissionais a desejar flexibilidade no trabalho. Sendo assim, adaptar-se a esse modelo também é uma estratégia que contribui com a atração e retenção de talentos que se atraem por ele. 

Por último, a cultura de trabalho assíncrono ajuda a promover valores como transparência, confiança e autonomia. Afinal, esses três elementos são fundamentais para que esse formato realmente funcione e beneficie todas as partes envolvidas. 

Em quais situações o trabalho assíncrono não é indicado?

Embora as equipes assíncronas tragam inúmeras vantagens aos negócios, é importante dizer que, em algumas situações específicas, o trabalho síncrono será necessário.

Isso fica claro quando o objetivo é aumentar o vínculo entre as pessoas: quando um novo membro é adicionado ao time, por exemplo, marcar uma reunião de apresentação onde todos estejam presentes pode causar um efeito mais positivo. Seja o encontro virtual ou presencial.

O mesmo vale para situações emergenciais, onde é preciso resolver um problema ou conflito imediatamente, ou então quando o objetivo é criar novas ideias. Nesses casos, a comunicação síncrona tende a funcionar melhor.

Ter esses pontos em mente é fundamental para que a sua empresa consiga encontrar um equilíbrio na hora de adotar um formato que realmente atenda às necessidades do negócio de forma satisfatória. 

Como fazer as equipes assíncronas darem certo?

Trabalhar com equipes assíncronas traz desafios específicos para a gestão de pessoas. Mas, com alguns cuidados e a adoção de boas práticas, é totalmente possível fazer esse arranjo render bons frutos.

Sabendo disso, selecionamos algumas dicas que podem ajudar:

  1. Adote boas ferramentas de gestão

As ferramentas de gerenciamento de projetos são grandes aliadas das equipes assíncronas, já que contribuem com o compartilhamento de informações e garantem que todos estejam a par do que está acontecendo.

Entre as soluções que se destacam nesta frente está o Trello, aplicativo gratuito que permite a organização de qualquer tipo de projeto, fluxo de trabalho ou tarefas específicas por meio de um sistema de quadros recentes, cartões e listas.

2. Alinhe os horários de cada membro com o time

Embora o trabalho assíncrono permita que os colaboradores definam as suas rotinas de acordo com o que é melhor para eles, é importante que isso seja feito de forma organizada.

É interessante, por exemplo, que o horário de início e término de trabalho de cada funcionário esteja claro para todos. Dessa forma, cada membro do time saberá quando os seus colegas estarão disponíveis, caso precise contatá-los.

3. Deixe claro qual é o papel de cada profissional

Como dissemos antes, a autonomia é um dos elementos-chave do trabalho assíncrono. E uma das melhores formas de incentivá-la é esclarecendo quais são as estratégias do negócio e o que a empresa espera de cada colaborador, individualmente, e do time como um todo.

Aqui, o estabelecimento de objetivos e metas claras (e atingíveis) fará toda a diferença para que as equipes assíncronas alcancem bons resultados e para que o gestor também consiga avaliar o desempenho delas. 

4. Estimule a comunicação

Por último, não podemos deixar de falar sobre a importância da comunicação. Afinal, ela é um dos ingredientes fundamentais para que toda e qualquer relação de trabalho prospere.

Uma das iniciativas mais bem sucedidas nesta frente é a adoção da cultura do feedback,  que acontece quando líderes e colaboradores estão abertos a dialogar sobre pontos de melhoria, desempenho no trabalho, entre outras pautas.  

Quando há uma comunicação aberta entre o gestor e os seus liderados, todos saem ganhando. Afinal, a cultura do feedback contribui com a construção de uma relação de confiança, com o aumento do engajamento do time e com o desenvolvimento contínuo das equipes.

Se essa matéria faz total sentido para sua empresa e sua equipe precisa de apoio para encontrar profissionais capacitados para atuarem no modelo remoto, híbrido ou presencial.

Não deixe de entrar em contato com nosso time:

Deixe um comentário